Ações contra Bolsonaro são suspensas por Fux no Supremo Tribunal


As duas ações penais que tramitavam na Corte contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL), foi suspensa pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux, às quais diziam respeito a acusações de apologia ao estupro e injúria racial.

O processo foi gerado após um episódio entre Bolsonaro e a deputada Maria do Rosário  (PT), no qual ele declara que “a deputada não merecia ser estuprada porque ele a considera muito feia e porque ela ‘não faz’ seu tipo”.  Para Fux, o trâmite foi suspenso por conta de um dispositivo na Constituição que prevê que o Presidente da República, na vigência do mandato, não pode por conta das funções ser responsável por atos inerente às funções.