Coreia do Norte acelerará programa nuclear em resposta à política de Trump


Foto: AP Photo/Jon Chol Jin

Em comunicado, Ministério de Relações Exteriores diz que do país asiático está ‘totalmente preparado para responder a qualquer opção tomada pelos Estados Unidos’ e promete intensificar seu programa de armamento nuclear.

A Coreia do Norte afirmou nesta segunda-feira, 1º, que impulsionará “a velocidade máxima” seu programa de armas nucleares em resposta à crescente pressão exercida sobre o país por parte do presidente americano, Donald Trump.

“Agora que os EUA estão fazendo muito ruído a favor de mais sanções e pressão contra a República Popular Democrática da Coreia (RPDC, nome oficial da Coreia do Norte) de acordo com sua nova política de máxima pressão e compromisso”, o país asiático “acelerará ao máximo as medidas para reforçar seu programa nuclear”, assegurou em um comunicado um porta-voz do Ministério de Relações Exteriores.

O texto, publicado hoje pela agência estatal de notícias “KCNA”, assegura que estas medidas podem ser realizadas “em qualquer momento e em qualquer lugar”. A mensagem de Pyongyang chega em um momento de alta tensão perante o temor de que a Coreia do Norte realize um sexto teste nuclear enquanto continua com seus testes de mísseis.

Já os EUA afirmaram que não descartam uma ação militar em resposta a estas provocações e enviaram um porta-aviões nuclear à região.

Neste sentido, o porta-voz de Relações Exteriores norte-coreano acusou a administração Trump de elevar a tensão e assegurou mais uma vez que a Coreia do Norte está “plenamente preparada” para responder a qualquer ação militar de Washington.

“A agressividade histérica americana nunca tinha alcançado tal nível na Península da Coreia e nunca tinha se aproximado tanto da borda de uma guerra nuclear”, sustenta o comunicado.

A Coreia do Norte realizou um total de cinco testes nucleares desde 2006, os dois últimos em janeiro e setembro de 2016.

O regime de Kim Jong-un sempre justificou sobre programa de armas nucleares como uma medida de proteção frente ao que considera uma atitude hostil de Washington, a quem acusa repetidamente de realizar exercícios militares na região com o objetivo de invadir o país.

Os especialistas concordam que o regime, um dos mais isolados do mundo, fez progressos visando seu objetivo, que é conseguir mísseis nucleares intercontinentais que possam alcançar o território americano.


Mulher fica em coma e quase perde as pernas após depilação


Uma simples depilação por pouco não terminou em uma tragédia. A inglesa Dana Sedgewick, 44 anos adquiria uma infecção por uma “bactéria comedora de carne” ao utilizar uma lâmina de barbear para depilar a virilha. O resultado foi um coma de nove dias e 21 cirurgias, que quase resultaram na amputação das pernas.

Os primeiros sintomas foram de tontura e náuseas. Sem imaginar nada de grave, a mulher só levou  a preocupação mais a sério quando percebeu o surgimento de uma espinha com sangramento contínuo na virilha.

— Como muitas mulheres, eu tentei manter uma linha de biquíni e raspei a virilha com uma lâmina nova. Mas, no fim de semana, me senti mal e notei que uma espinha da minha virilha continuava sangrando. Mas pensei que fosse por causa da depilação. Não sabia que isso quase custaria a minha vida


Ataque do Talibã deixa mais de 100 mortos ou feridos em base militar no Afeganistão


Foto: Anil Usyan / Reuters

Talibãs vestidos com uniformes militares atacaram uma base militar em Balkh, no norte do Afeganistão, e deixaram mais de 100 soldados mortos ou feridos na última sexta-feira (21). As informações foram divulgadas pelo Ministério da Defesa.

O número de soldados atingidos pelo ataque não era exato até a manhã deste sábado, mas informações preliminares falavam em mais de 134 mortos. Esse número não é oficial ainda. De acordo com autoridades do país, os terroristas atacaram com granadas e rifles e detonaram coletes com explosivos.

O Talibã assumiu a autoria do ataque durante pronunciamento. De acordo com o governo afegão, cerca de 10 terroristas morreram – dois suicidas e oito em combate.


Papa Francisco recusa visita e pede que Temer evite medidas contra os mais carentes


Foto: Mazur/catholicnews.org.uk

O papa Francisco enviou uma carta ao presidente Michel Temer em que recusa um convite para visitar o Brasil e pede que o peemedebista evite medidas que agravem a situação da população carente no país. A correspondência foi uma resposta a outra enviada pelo presidente no fim de 2016, na qual o líder da Igreja Católica era convidado formalmente para as celebrações dos 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida, comemorados em 2017.

“Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo”, escreveu o Francisco. “Porém não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira”, completou.

Quanto ao convite de visita ao Brasil, o Pontífice recusou, alegando que, devido a sua intensa agenda, não poderia visitar o Brasil neste ano. Ele afirmou ainda que não se pode “confiar nas forças cegas e na mão invisível do mercado”, em um momento em que o governo Temer tenta aprovar reformas econômicas para garantir a confiança dos investidores.


Brasileiros estão entre soldados das forças de paz da ONU acusados de abuso sexual no Haiti


Foto: Divulgação
O Brasil está entre os 23 países cujos soldados são acusados de abusos sexuais enquanto serviam em missões de paz da ONU pelo mundo. A informação é da agência Associated Press e diz respeito às missões promovidas pela organização nos últimos 12 anos. As tropas brasileiras teriam praticado as violações no Haiti. Ao todo, são mais de 2.000 denúncias — 300 delas envolvendo crianças.
A maioria esmagadora dos abusadores, de acordo com a AP, se mantém impune — e a própria ONU segue de mãos atadas, já que legalmente não pode fazer nada a respeito das acusações. A organização não possui jurisdição sobre as tropas, e toda e qualquer punição fica a encargo dos países que enviam os soldados.
Três anos atrás, um dos soldados enviados pelo Brasil teria convencido uma haitina de 16 anos a se dirigir ao alojamento das tropas brasileiras em troca de comida. No local, o homem estuprou a garota — que era virgem — enquanto a ameaçava com uma arma. Ela engravidou. Outras três mulheres do país relatam ter sofrido abusos no mesmo dia, mas nenhuma apresentou denúncia formal por medo de retaliações.
No Haiti, há 170 relatos de abusos sexuais partindo de tropas enviadas por Brasil, Bangladesh, Jordânia, Nigéria, Paquistão, Uruguai e Sri Lanka — soldados deste último teriam sido responsáveis por 134 das violações. Muitas das vítimas se submetiam às situações abusivas em troca de alimentos.
Entre as denúncias apresentadas, impressiona o caso de um garoto adolescente que sofreu estupro coletivo por 11 soldados do Uruguai que ainda filmaram a ação com um celular.

Embaixador da Coreia do Norte diz que o mundo está a beira de uma guerra nuclear


Foto: Divulgação

O representante da Coreia do Norte na Organização das Nações Unidas (ONU) acusou os Estados Unidos de terem criado uma situação perigosa na Ásia e que uma guerra nuclear pode ter início a qualquer momento.

Para o embaixador norte-coreano Kim In-Ryong, a Casa Branca está “perturbando a paz e a estabilidade” de todo o mundo com a sua resposta “injusta e desproporcional” ao líder do país, Kim Jong-un.

Além disso, Ryong garantiu que o seu país conduzirá novos testes com armamentos “no momento oportuno”, fazendo referência ao recente lançamento fracassado de mísseis pelo país asiático.

Na opinião do embaixador, está “muito claro” que Washington está “empenhado” em entrar em guerra com a Coreia do Norte, o que pode acontecer “a qualquer momento”, segundo Ryong.

As declarações do representante norte-coreano na ONU foram feitas durante uma conversa com jornalistas nesta segunda-feira.


Avião explode no ar e cai em Portugal; todos os ocupantes morrem


Um avião explodiu no ar e todos os ocupantes morreram. De acordo com a agência Reuters, o acidente envolveu um avião de pequeno porte, que explodiu no ar e caiu em uma área residencial de Tires, no município de Cascais, em Portugal. Quatro pessoas estavam a bordo do avião e todas morreram.

Um motorista de caminhão que estava no local do acidente e acabou atingido também acabou vindo a óbito. A aeronave ia de Portugal à França e tinha matrícula Suíça, de acordo com o Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GRIAAF).

Três vítimas eram francesas e uma quarta era da Suíça. As causas do acidente ainda serão investigadas e não foram divulgadas.


Camarão que pode matar com o som é nomeado em homenagem ao Pink Floyd


Foto: Reprodução

Uma recém descoberta espécie de camarão, que usa uma garra brilhante cor-de-rosa para criar um som alto o bastante para matar peixes pequenos, foi nomeada em homenagem ao Pink Floyd.

O camarão encontrado na costa Pacífica do Panamá foi batizado como Synalpheus pinkfloydi na revista científica Zootaxa. O pesquisador do Oxford University Museum of Natural History, Sammy De Grave, é um dos três cientistas creditados com a descoberta. Ele diz que a descrição do animal foi “a oportunidade perfeita para finalmente celebrar minha banda preferida”.

Synalpheus pinkfloydi, a espécie de camarão nomeada como homenagem ao Pink Floyd. Foto: AFP PHOTO / FEDERAL UNIVERSITY OF GOIAS / ARTHUR ANKER

De acordo com Oxford, algumas espécies de camarão fecham suas garras maiores numa velocidade suficiente para criar uma bolha que explode. O resultado é um som tão alto que pode matar ou atordoar um peixe.

O Pink Floyd tem outra homenagem na natureza: uma espécie de donzela (inseto parecido com a libélula) foi nomeado a partir do álbum Ummagumma, de 1969. / AP


Homem joga cigarro aceso em buraco de calçada e causa explosão


Foto: Reprodução

Enquanto caminhava pela rua de Teerã, no Irã, um homem, que não foi identificado, jogou um cigarro aceso em um buraco na calçada. O que ele não esperava era que esse simples gesto fosse causar uma explosão, que o atingiu.

Câmeras de segurança da rua registraram o momento em que o rapaz descantou a bituca de cigarro no local. O buraco tinha ligação com a rede de esgoto, onde é comum a circulação de metano, gás inflamável. Ainda não se tem informações sobre o estado de saúde da vítima.

Veja:


Donald Trump diz que uso de bomba no Afeganistão foi um ‘evento bem-sucedido’


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, elogiou o lançamento de uma bomba americana no leste do Afeganistão nesta quinta-feira. Segundo o republicano, o uso da “mãe de todas as bombas” em solo afegão foi um “evento bem-sucedido”. Na Casa Branca, Trump disse que os EUA têm o melhor exército do mundo e que seu governo deu a autorização para a operação.

A bomba lançada foi uma GBU-43, chamada de “mãe de todas as bombas”, por ser a maior bomba não nuclear do arsenal americano. Segundo o Pentágono, a intenção era reduzir obstáculos na área e manter o impulso na ofensiva contra militantes do grupo terrorista Estado Islâmico.

 O presidente americano também foi questionado sobre a Coreia do Norte. Trump repetiu que a Coreia do Norte é um problema e que a China tem ajudado os EUA na contenção da “ameaça” de Pyongyang.